Após discussão com João da Costa, morador escreve carta para imprensa com sugestões para o Recife

Após discutir com o prefeito João da Costa durante a vistoria no canal Derby-Tacaruna, no Parque Amorim, no último sábado (23), o advogado Pedro Coutinho escreve carta para a imprensa com sugestões para o Recife, e esclarece “bronca” no prefeito. O vídeo abaixo foi publicado no Blog de Jamildo e mostra o momento do encontro:

Excelentíssimos membros da Imprensa,

Através do presente, prestarei esclarecimentos e irei sugerir medidas que possam melhorar a qualidade de vida na cidade do Recife.

Primeiramente, esclareço que o diálogo por mim mantido com o Prefeito da Cidade do Recife, João da Costa, diferente do que algumas “fontes não informadas” sugeriram, não teve enfoque político.

Sou um cidadão politizado, bem informado, porém não tenho participação ou contato com nenhum partido político ou político.

A atitude de interpelar o Prefeito João da Costa na manhã do último dia 23 de abril de 2011 surgiu do desejo de expressar a minha insatisfação com a gestão do atual líder do Poder Executivo Municipal. Insatisfação esta que atingiu índices insuportáveis após uma série de fatos vivenciados na última semana.

Ao tomar conhecimento que o Prefeito em comento estaria há duzentos metros da minha residência, não poderia perder a oportunidade de falar-lhe.

Feitos os esclarecimentos, passarei às sugestões, algumas delas já mencionadas ao próprio Prefeito.

A ideia de pontuar as ações que a Prefeitura precisa implantar partiu da própria sugestão do Chefe do Executivo em matéria jornalística veiculada na internet no último sábado, em que o mesmo mencionou ser importante ouvir as críticas e sugestões da população.

Trânsito.

É cediço que o volume de veículos nas ruas aumentou significativamente nos últimos anos. Porém, acredito que os congestionamentos no Recife podem ter uma redução substancial adotando-se um melhor aproveitamento das vias já existentes.

Como?

a) Em Afogados, alterar a localização das paradas de ônibus situadas no encontro das Avenidas Mascarenhas de Moraes e Sul, próximo à Policlínica, de modo que os coletivos façam o retorno na via localizada mais adiante. Assim, os veículos não ficarão retidos pelos ônibus que forçam a passagem à esquerda para realizar o retorno. Igualmente necessário lotar um agente de trânsito que possa controlar melhor a passagem de pedestres no semáforo situado em frente a Policlínica, para que o fluxo só seja interrompido quando um grande número de pessoas estiverem esperando passagem. O mesmo deve ser feito na Rua Cosme Viana com a Rua Vinte e Um de Abril, proibindo o estacionamento em toda a extensão da primeira rua. Proibir o comércio informal nas imediações do Mercado Público de Afogados.

b) Em Boa Viagem, intensificar a fiscalização da proibição do estacionamento na Avenida Conselheiro Aguiar, em especial das 7h às 10h. Reprogramar o semáforo situado na esquina da Avenida Eng. Domingos Ferreira com a Rua Bemvinda de Farias. A retenção na referida avenida a partir das 16h é em boa parte atribuída a má programação deste equipamento.

c) Na Caxangá, melhorar a qualidade do pavimento na Avenida Professor Morais Rego no trecho após a Avenida Caxangá. Fazer o mesmo na Rua João Sales de Menezes, incentivando a utilização desta via para acessar a Avenida Caxangá. A mesma medida deve ser adotada na Paralela da Caxangá, que está repleta de buracos e remendos mal feitos.

d) No Centro do Recife (Boa Vista, Santo Amaro, São José, Santo Antonio, etc). Proibir o estacionamento num raio maior próximo às paradas de ônibus. Alterar o fluxo de veículos na Ponte Princesa Isabel à partir das 18h, com duas faixas no sentido que dá acesso a Rua da Aurora. Na Ponte do Limoeiro, alterar a programação do semáforo para que haja redução substancial do tempo de abertura do sinal dos que trafegam na Avenida Norte em sentido ao Recife Antigo.

e) Na Ilha do Leite, incentivar o acesso da Ilha à Boa Viagem e Avenida Abdias de Carvalho através da alça de acesso do Viaduto Papa João Paulo II, uma vez que o cruzamento da Avenida Agamenon Magalhães com a Rua Paissandu não suporta o volume de veículos vindos da Ilha do Leite.

f) No Prado, anular a entrada à esquerda na esquina da Avenida Abdias de Carvalho com a Avenida General San Martin, ao menos das 18h às 21h.

g) Melhorar a fiscalização de trânsito, em especial a sinalização de proibições, aplicação de multas. É preciso ainda realizar a remoção imediata de veículos estacionados em local proibido. A última medida terá uma medida educacional muito eficaz, uma vez que o valor da multa desta infração é relativamente baixo. A remoção do veículo levará a um maior temor da fiscalização, uma vez que a retirada do veículo e destinação a um depósito será um transtorno que a população não desejará passar.

Assistência Social.

Melhorar a atuação do IASC junto aos pedintes, em especial os que estão localizados na Agamenon Magalhães e Avenida Fernando Simões Barbosa, no Centro e Boa Viagem, respectivamente.

Habitação.

Ao realizar a entrega dos conjuntos habitacionais, manter a administração condominial com um órgão da Prefeitura nos cinco primeiros anos de ocupação. As pessoas que são retiradas de condições sub-humanas de habitação possuem sérias dificuldades no convívio numa comunidade organizada, sendo necessário o acompanhamento e orientação governamental.

Comércio Ambulante.

Sabemos que o Recife tem uma tradição secular na área comercial. Todavia, a situação do comércio informal em toda a cidade está insuportável, as ruas intransitáveis, em especial nos bairros de São José, Santo Antonio e Boa Vista. É preciso a ordenação dos ambulantes, melhorando e ampliando o Camelódromo da Avenida Dantas Barreto.

Relacionamento com a população.

Redigi esta mensagem no intuito de encaminhá-la em cópia ao próprio
Prefeito João da Costa. Porém, para a minha frustração, o sítio na internet da Prefeitura do Recife não disponibiliza um canal de comunicação entre a população e o Prefeito. Fica a sugestão de criação de uma seção específica para este fim.

Estas simples sugestões, que em boa parte não demandam grandes investimentos, trarão benefícios imediatos para a população.

Cabe ressaltar ainda que algumas medidas podem soar impopulares para algumas parcelas da sociedade, no entanto almejam melhorias a um número maior de pessoas. Lembro-lhes a retirada dos ambulantes das ruas do Centro do Recife e o ordenamento do transporte alternativo realizado em gestões anteriores, que trouxeram duras críticas de determinados segmentos, sendo sucedidas por elogios.

Atenciosamente,

Pedro Coutinho


Posts Relacionados


Tags

Compartilhar